13/06/2011

O Jazz Brasileiro / 05

os senhores das viagens...

AZYMUTH

O grupo Azymuth, cariocas de Niterói, RJ, surgiram no inicio da década de 70 influenciados pelos embalos dos trios nos becos dos anos 60 e pela insolação do rock, do funk e do eletrônico dos 70. Na caldeira do Azymuth entrou Miles Davis, passou o Emerson Lake and Palmer, as baterias das Escolas de Samba, algum funk e alguma bossa.

A alquimia do Azimute surgiu do swing de Zé Beltrami nos teclados, na retumbância de Ivan Conti, o Mamão , na percussão e na condução soberana de Alex Malheiros no baixo.

Azymuth é um resultado feliz do encontro de três cobras que resulta num som único no cenário jazzístico e na musica instrumental brasileira, ainda que ironicamente o grupo tenha um reconhecimento imediato pela popularíssima e bela balada gravada em 75, “
Linha no Horizonte”....”É eu vou pro ar/ no azul mais lindo/ eu vou morar/...

A discografia do grupo chega a 19 álbuns entre eles algumas compilações e uma carreira que lhe possibilitou apresentações na Europa, nos Estados Unidos e na Ásia. Durante os 70 e os 80 o grupo fazia parte da Milestone Records, gravadora de Jazz Norte Americana que produziu nove álbuns do grupo e o que lhe rendeu muitos shows pelas terras do tio Sam.

Destaco entre seus trabalhos a pioneira Linha do Horizonte (1975), os 03 seguintes Azymuth (76), Agua Não Come Mosca (1977) e Light As Feather (1978). São álbuns extremamente criativos e introspectivos. Butterfly de (2008) e Brazilian Soul (2004) dos mais recentes pela Far Out Recordings sáo belíssimos.

Alem dos albuns do grupo os três integrantes tem trabalhos solos gravados.

De fato qualquer trabalho do Azymuth é extremamente criativo e tem a marca registrada do combo baixo, teclado e bateria inconfundível, capaz de leva-lo as mais altas paragens.

Ouvir Azymuth é um ato de ligar o som e decolar.

“Light As a Feather”(1978)

“Voo Sobre o Horizonte”(1977)

“Butterfly”( 2008)

“Melo de Dois Bicudos”(1976)

4 comentários:

pituco disse...

grande paul,

coincidÊncia bacanuda...eles estão aqui, bn tokyo e cotton club, nessa semana...

tô querendo ir assisti-los...o lance é tempo...

é isso aí
abraçsons

Paul Brasil (Paul Constantinides) disse...

q beleza pituco...espero q de pra vc ve-los...aqui esta semana em SP, tem show da Joyce...tbm criando esquema pra ir ve-la.
abs
paul

Lu Saharov disse...

Gente...vivendo e descobrindo...Que som delicioso!!!
Vou procurar os álbuns mais recentes para comprar. Não conhecia esse grupo...Vergonha!

Paul Brasil (Paul Constantinides) disse...

não é vergonha não Lud, a midia brasileira não divulga de forma adequada a musica instrumental contemporanea do Brasil, esta é a realidade.
porém, nos anos 70 uma ou duas musicas do Azymuth foram usadas em alguns programas da TV Globo, talvez ouvindo-as vc se lembre.
abs
paul