30/07/2010

saudosas bolachas (14/1973)

DISCÃO

LUIS MELODIA

"PÉROLA NEGRA" (1973)

Ano: 1973
Cidade : Rio de Janeiro
O cantor de pele escura atravessa a rua movimentada que separa o morro da cidade sem medo de ser atropelado. A sombra magra de seu vulto se lança sobre o asfalto da modernidade trazendo todo o peso do samba tradicional.
As agruras dos lamentos do morro beijam a face reluzente do pop. A terra vira asfalto o vidro vira plástico. O poeta vira moderno e a musica ganha no verão de 73 a interpretação adequada de um tempo em que viviam-se exílios culturais e aspiravam-se mudanças.
Luis, a pérola negra, que traz no nome melodia e nasceu num morro embarcado pelo Estácio. Filho de um compositor de samba, em 71 cantava numa Igreja Batista e tinha uma banda inspirada nos Beatles.Seu canto chegou aos ouvidos de Wally Salomão e Torquato Neto que o apresentaram ao meio musical da cidade maravilhosa, e Gal Costa foi a primeira a cantá-lo e gravá-lo no “Gal a Todo Vapor”(1971).
Seu primeiro album floriu em 73,“Pérola Negra”, trazendo onze composições suas.
Numa saborasa e contundente variedade de sambas clássicos como “Estácio Holly Estácio” e “Estácio Eu e Vocë”; e canções pós-tropicalistas e pós-jovenguardinianas curtidas em swing, blues, funk e rock como “Pra Aquietar”, “Abudantemente Morte”, “Objeto H” e “Farrapo Humano”. O forró rock em “Forro de Janeiro”. A faixa titulo “Pérola Negra” como a síntese pop do album, um luxuoso totem melódico e sentimental. E por fim, “Magrelinha” o supra-sumo.
“Pérola Negra” um discão de 1973.
Escute na integra.

1,“Estácio, Eu e Você”(Luiz Melodia)

2. “Vale Quanto Pesa “(Luiz Melodia)

3. ”Estácio, Holly Estácio” [Luiz Melodia]

4. “Pra Aquietar “[Luiz Melodia]

5. “Abundantemente Morte” [Luiz Melodia]

6. “Pérola Negra”[Luiz Melodia]

7. “Magrelinha” [Luiz Melodia]

8. “Farrapo Humano” [Luiz Melodia]

9. “Objeto H” [Luiz Melodia]

10. “Forró de Janeiro” [Luiz Melodia]

2 comentários:

Érico Cordeiro disse...

Fantástico!
E não precisa dizer mais nada - só ouvir.
"Tente passar pelo que estou passando..."
Abração!

Paul Brasil (Paul Constantinides) disse...

se vc quer matar-me de amor, que me mate no Estácio...lindos versos mesmo Érico...
Momento fanstástico da Musica Brasileira, sem duvida.
abs
paul