06/02/2010

DISCÃO

Gravado na primavera de 72.
Curtido desde o verão de 73

CAETANO E CHICO
JUNTOS E AO VIVO

Gravado ao vivo em precárias condições, durante duas apresentações feitas nos dias 10 e 11 de novembro de 1972, no Teatro Carlos Gomes, Salvador, Bahia; “Caetano e Chico Juntos e Ao Vivo” é um disco antológico.
Mesmo que tenha falhas técnicas, o disco traz a tensão, a euforia e uma certa transcendência do momento que se vivia.
Dois compositores distintos, com propostas distintas dividiam o palco e associavam-se num claro intento de desenhar e demonstrar o que a musica brasileira era e é, senão o canto de um pensamento, o canto de uma emoção, senão um banco, uma voz e um violão, um grito retratado com poética precisão.
“Caetano e Chico Juntos ao Vivo” é um discão.
Gravado em 72, tocado em muitas vitrolas no anos seguintes. De 73 em diante.

Cena: Dois jovens fumam um baseado no interior de um pequeno apartamento em Pinheiros. Ano: 1979. “O que deu o que dá/ O Que Deus dará o Nega....”risca na pequena vitrola colocada no chão. Janela aberta e o céu se repartindo em trihas.
Anos 70.
Amém.

Ouça o disco na integra.

“Bom Conselho”(Chico Buarque)

"Partido Alto" (Chico Buarque)

"Tropicália" (Caetano Veloso) – 3:30

"Morena dos Olhos d'Água" (Chico Buarque) – 2:32

"A Rita"/"Esse Cara" (Chico Buarque / Caetano Veloso)

"Atrás da Porta" (Chico Buarque, Francis Hime)

"Você Não Entende Nada"/"Cotidiano" (Caetano Veloso / Chico Buarque)

"Bárbara" (Chico Buarque, Ruy Guerra)

"Ana de Amsterdam" (Chico Buarque, Ruy Guerra)

"Janelas Abertas Nº2" (Caetano Veloso)

"Os Argonautas" (Caetano Veloso)



6 comentários:

pituco disse...

grande paul, grande disco, grande postagem e dois grandes de nossa música popular...piramidal

e, paul, esse show não foi feito pra reverter a bilheteria pro milton nascimento?...tem uma estória assim...não sei se é verdade ou lenda...rs???

abraçsons

Paul Brasil (Paul Constantinides) disse...

pituco
nao ha muito literatura sobre este show.
náo estou certo sobre este lance de reverter bilheteria para o Miltom.
ate onde sei, algo que marcou o show
foi a volta do Caetano naquele ano (72) do exilio em Londres.
outra coisa marcante e ele cantar com o Chico que náo se associava em nada com o Tropicalismo (ateh entao a "peja"do Caetano).
na gravacao nao ha inclusao de falas dos artistas com o publico, coisas assim..
tai um evento interessante da nossa historia musical que alguem poderia nos contar detalhamente.

abs
paul

Érico Cordeiro disse...

Grande disco, Paul!
E acabou por sepultar a suposta rivalidade que havia entre Chico e Caetano (inventada pela mídia, pois eles eram amigos).
Abração!

Paul Brasil (Paul Constantinides) disse...

eh isto mesmo Erico.
valeu o comentario.
abs
paul

suzana salles disse...

será que eu não estava nesse mesmo apartamento em Pinheiros...? se não, estava bem perto , ouvindo -- muito -- o mesmo disco.

Paul Brasil (Paul Constantinides) disse...

suzana querida
todos nós na mesma barca
coisa de nossa geração.
bjs
paul